Por Projeto Academia de Ciência,

Cromatografia de pigmentos vegetais 

Conteúdos Abordados
– Botânica básica
– Fotossíntese
– Composição dos pigmentos

Objetivos
Relativos aos conteúdos:
– Identificar a presença de clorofila em plantas de cores diferentes
– Reconhecer a importância dos pigmentos vegetais
– Diferenciar a composição dos pigmentos

Habilidades científicas:
– Observação, descrição e registro de fenômenos

Comportamentos e atitudes:
– Capacidade de concentração
– Habilidade para trabalhar em grupos
– Organização do espaço de trabalho

Atividade Experimental

Título: Extração de pigmentos vegetais e cromatografia
Disciplina: Biologia (EM)
Conteúdo: Botânica simples, fotossíntese e composição dos pigmentos
Objetivo: Reconhecer a função dos pigmentos vegetais e identificar sua presença em folhas de diferentes espécies vegetais.

Material:
– Socador de alho ou pedaço de madeira (por exemplo, um pedaço de cabo de vassoura)
– Folhas de diferentes espécies vegetais
– Álcool ou removedor de esmalte
– Fita de papel filtro (1,5 cm x10cm)
– Peneira
– Copos plásticos
– Recipientes plásticos – Fita adesiva

Montagem:
– Colocar as folhas em recipientes plásticos de forma que cada espécie vegetal seja colocada em um recipiente diferente.
– Adicionar 2 dedos de álcool ou removedor de esmalte a cada recipiente.
– Macerar bem as folhas nos recipientes utilizando o socador de alho ou pedaço de madeira.
– Transferir o conteúdo do recipiente ao copo plástico utilizando a peneira, tomando cuidado para evitar que resíduos sólidos caiam no copo.
– Prender a fita de papel filtro no copo usando a fita adesiva de forma que a parte de baixo do papel filtro fique mergulhado na solução (Figura abaixo).

cromatografia figura 8

– Observar e registrar o que ocorre.

Observações:

– Lave o socador de alho ou pedaço de madeira toda vez que for macerar uma nova amostra para evitar que o conteúdo de uma amostra seja misturado á outra.

– Ao coletar as folhas que serão usadas, é importante escolher espécies vegetais bem diversas. Sempre que possível, devem ser selecionadas folhas de cores, tamanhos e formatos diferentes. Também podem ser utilizados frutos e outras partes vegetais que possam ser maceradas. Quanto maior a diversidade vegetal das folhas coletadas, mais interessante será o resultado.
– Muito cuidado ao manusear as soluções para evitar derrubá-las e manchar roupas.

Resultados Esperados
Com o processo de cromatografia é possível identificar os pigmentos fotossintéticos por meio das cores. Os pigmentos estão relacionados com faixasdo espectro de luz. Por exemplo:

cromatografia tabela

Discussão dos Resultados
A cromatografia (do grego chroma: cor e grafein: grafia) envolve uma série de processos de separação de misturas. Neste experimento, alguns pontos podem ser explorados. O primeiro deles é identificação da presença de pigmentos nos vegetais e sua composição em relação às cores. A solução proveniente da maceração dos vegetais e do alcool é absorvida pelo papel filtro. Devido ao alcool ser muito volátil, em pouco tempo apenas o pigmento vegetal ficará concentrado no papel filtro. É importante chamar a atenção dos alunos em relação às diferentes nuances de cores que surgem no papel filtro.

Cada grupo deve fazer o experimento com folhas de espécies diferentes e os resultados dos grupos devem ser então apresentados e divididos com o restante da turma.
Os vegetais possuem diversos pigmentos, cada qual possui uma função fundamental para a vida da planta. Neste momento é importante verificar se os alunos reconhecem alguns dos pigmentos encontrados e denominar os outros pigmentos além iniciar uma reflexão sobre qual seriam as possíveis funções destes pigmentos. Os alunos podem utilizar seus diários de bordo para organizar seus pensamentos.

No caso das folhas e partes vegetais verdes, os temas relacionados à fotossíntese, tais como, importância ecológica, fatores para a ocorrência e bioquímica podem ser tratados. Caso tenha sido utilizadas outras partes vegetais, como frutos ou flores, as discussões podem seguir os conteúdos relacionados com polinização e uso comercial de pigmentos, entre outros.
Neste momento, um debate a respeito das idéias que os alunos apresentaram pode ser iniciado e conduzido com questionamentos sobre a função dos pigmentos vegetais.
Porque folhas verdes podem se tornar amareladas ou alaranjadas durante o outono? E como algumas plantas que não apresentam caule e folhas verdes podem realizar trocas gasosas? Esses questionamentos podem ser feitos para estimular a reflexão sobre pontos mais complexos referentes a pigmentos vegetais.

O momento da coleta do material para o experimento, constitui uma oportunidade interessante para discutir com a turma sobre morfologia vegetal.
Formas, texturas, estruturas das plantas, bem como distribuição, diversidade e aspectos climáticos podem ser explorados durante a coleta.

Tags: